Tuesday, May 9, 2017

Winner 2017 INDEPENDENT PRESS AWARD

Manuel Rosa's book "COLUMBUS-The Untold Story" wins 2017 INDEPENDENT PRESS AWARD®!

COLUMBUS - The Untold Story may be the best and most authoritative book ever written on Columbus. Rosa smashes all kinds of paradigms in this book. "It took 500 years to build the official 'History of Columbus' and two decades of scientific investigating to destroy it," says Manuel Rosa.
May 5, 2017 / PRZen / GARFIELD, N.J. -- The INDEPENDENT PRESS AWARD recognized "COLUMBUS - The Untold Story" by Manuel Rosa in the category of Biography: Historical, as a Winner of 2017 Independent Press Award.

The competition is judged by experts from all aspects of the book industry, including publishers, writers, editors, book cover designers and professional copywriters. They select award Winners and Distinguished Favorites based on overall excellence.

Columbus - The Untold Story (already named Best History Book of 2016 in the Huffington Post) smashes all kinds of paradigms of history. After 21 years of research into what he realized was a 500-year-old mystery of a man, and mission, and spy craft and espionage of the highest order, Rosa puts the pieces together like no one else before him has been able to. Columbus supposedly started life in a family of indigent wool-weavers in Genoa, however, this was speculative because Columbus went to great lengths to conceal his true name and nationality.
Columbus - The Untold Story reviews all the evidence supporting the Genoese Columbus hypothesis. As it turns out, almost all the evidence for the Genoese claim is either shabby at best, or fabricated at worst. At times the government of Genoa produced fraudulent evidence to support their claim. It's as if the real history had been deliberately suppressed, and Rosa tells us why.

Rosa travels some exciting side trails too that no Columbus researcher ever even noticed before, let alone dared to venture down. He dug deeply into previously ignored archives, examined newly emerged documents, and read thousands of documents and books in Portuguese, English, Spanish, Italian, French and Polish.

Columbus used a secret identity in Spain, the book explains, because the discoverer was on a secret mission for Portugal to lure Spain away from India and secure Portugal's monopoly over the Spice Trade.

The book is chock full of reproduced documents and color plates that support Rosa's thesis. There are so many extraordinary claims the author makes in this book and yet he meticulously supports them throughout the book, even DNA tests to verify and repudiate relations and descendants. Every detail is a compelling fact that leaves you begging for the next one as the plot advances. It reads not only like a historical work, but as a spy thriller and adventure story as well.

"I am very happy to have my research recognized by Independent Press Award. It is an honor to know that my book brings value to the contentious subject of Columbus, who died 511 years ago on May 20th, 1506, but whose real story very few people knew," says Manuel Rosa.

"In 2017, we had worldwide participation, from London to Australia, from Portugal to Hong Kong, and are so proud to announce the winners and favorites in our annual INDEPENDENT PRESS AWARD. Independent publishing is alive and well, and continues to gain traction worldwide," said awards sponsor Gabrielle Olczak.

For more information, please visit: independentpressaward.com see Author's Website at www.1492.us.com for more information.

Follow the full story here: https://przen.com/pr/32065758

Source: Independent Press Awards
 




© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2016

Friday, February 3, 2017

DAR ATÉ MORRER

A senhora mais bondozinha
Que eu vim a conhecer
Dava de tudo o que tinha
E era só pelo prazer

Dava tudo lé em casa
Bastava só alguém pedir
E todo o mundo pegava
Porque ela adorava repartir

FOI MULHER MUITO AMOROSA
TODO POVO OUVI FALAR
DE TODAS A MAIS DITOSA
POR MORRER SEMPRE A DAR
    DEU TUDO O QUE ERA SEU
    SEM NUNCA ARREPENDER
    SÓ PODE TER IDO P'RA O CÉU
    PORQUE DEU ATÉ MORRER

Há mulher tão bondosa
Que gosta tudo oferecer
É corajosa e orgulhosa
De ir dando a receber

Seja de noite ou de dia
Sempre tentam animar
Vão morrer de alegria
Porque nasceram só p'ra dar

FOI MULHER MUITO AMOROSA
TODO POVO OUVI FALAR
DE TODAS A MAIS DITOSA
POR MORRER SEMPRE A DAR
    DEU TUDO O QUE ERA SEU
    SEM NUNCA SE ARREPENDER
    SÓ PODE TER IDO PARA O CÉU
    PORQUE DEU ATÉ MORRER


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2017

Thursday, June 9, 2016

SÓ QUERO O QUE ELA QUER

EU SÓ QUERO O QUE ELA QUER
EM TUDO ISSO SOMOS IGUAIS
SÓ QUERO O QUE ELA QUER
E ELA QUER TUDO E MAIS
    EU SÓ QUERO O QUE ELA QUER
    EM TUDO ISSO SOMOS IGUAIS
    SÓ QUERO O QUE ELA QUER
    E ELA QUER TUDO E MAIS

Eu dou tudo ao meu amor
Pois ela em tudo pega
Dou-lhe tudo com fervor
E ela nunca me nega

Sou homem de tanta sorte
Em ter tanto p’ra lhe dar
O amor dela é tão forte
Que só adora me adorar

EU SÓ QUERO O QUE ELA QUER
EM TUDO ISSO SOMOS IGUAIS
SÓ QUERO O QUE ELA QUER
E ELA QUER TUDO E MAIS
    EU SÓ QUERO O QUE ELA QUER
    EM TUDO ISSO SOMOS IGUAIS
    SÓ QUERO O QUE ELA QUER
    E ELA QUER TUDO E MAIS

Tudo o que tenho eu dou
E ela dá tudo p’ra mim
Desde que tudo começou
Nosso amar é sempre assim

Eu só quero o que ela quer
É assim entre a gente
Dou-lhe tudo o que eu poder
E ela que se aguente

EU SÓ QUERO O QUE ELA QUER
EM TUDO ISSO SOMOS IGUAIS
SÓ QUERO O QUE ELA QUER
E ELA QUER TUDO E MAIS
    EU SÓ QUERO O QUE ELA QUER
    EM TUDO ISSO SOMOS IGUAIS
    SÓ QUERO O QUE ELA QUER
    E ELA QUER TUDO E MAIS




© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2016

Friday, May 6, 2016

ACUSADO DE AMOR

SOU ACUSADO DE AMOR
NÃO ME CULPEM POR FAVOR
FAÇO COMO JESUS DITOU
DE TODO O PRÓXIMO AMAR
E JÁ QUE QUEREM CULPAR
CULPEM QUEM ME ENSINOU

Eu amo toda a mulher
P'ra todas tenho coração
Se ela quer que eu quizer
Eu dou-lhe toda a razão

Porque o amar nada custa
E uma vez só nunca basta
Amar tem a medida justa
E é coisa que nunca gasta

SOU ACUSADO DE AMOR
NÃO ME CULPEM POR FAVOR
FAÇO COMO JESUS DITOU
DE TODO O PRÓXIMO AMAR
E JÁ QUE QUEREM CULPAR
CULPEM QUEM ME ENSINOU

Meu coração todas ama
E a todas quer por bem
Mas o peito faz-se chama
Sempre que uma linda vem

Não me contento com uma
Porque há muitas para amar
Quem assim se acostuma
Nunca mais pode parar

SOU ACUSADO DE AMOR
NÃO ME CULPEM POR FAVOR
FAÇO COMO JESUS DITOU
DE TODO O PRÓXIMO AMAR
E JÁ QUE QUEREM CULPAR
CULPEM QUEM ME ENSINOU

Digam-me porque será
Que o amar é tão proibido
Não se deixa fazer cá e lá
Mas só com mulher e marido

Amar na vida é o mais belo
E não existe nada melhor
Por isso a todos vós apelo
Que não me culpem por favor

SOU ACUSADO DE AMOR
NÃO ME CULPEM POR FAVOR
FAÇO COMO JESUS DITOU
DE TODO O PRÓXIMO AMAR
E JÁ QUE QUEREM CULPAR
CULPEM QUEM ME ENSINOU











© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2016

Thursday, May 5, 2016

LIDAR COM A VERDADE

Acabaste com tudo o que havia entre nós
Já nada daquilo que era existe
Achaste melhor seguirmos a sós
E tudo o que construímos tu destruíste

E nessas ruínas do nosso passado
Busco os momentos melhores da vida
Enquanto dás tudo por terminado
Meu coração nega a tua despedida

O SONHO E A FANTASIA, SÃO NA REALIDADE
AQUILO ME DEIXAM LIDAR COM A VERDADE
O SONHO E A FANTASIA, SÃO NA REALIDADE
AQUILO ME DEIXAM LIDAR COM A VERDADE

Fazer promessas e juramentos para quê?
As palavras são ocas e o vento leva
Pobre daquele que as escuta e crê
E assentar um futuro em elas se atreva

E eu sem culpa de tudo o que fizeste
Não serei julgado pela mesma lei
O meu juiz olha desde o celeste
Sabendo que eu só sei aquilo que sei


O SONHO E A FANTASIA, SÃO NA REALIDADE
AQUILO ME DEIXAM LIDAR COM A VERDADE
O SONHO E A FANTASIA, SÃO NA REALIDADE
AQUILO ME DEIXAM LIDAR COM A VERDADE



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2016

A PERGUIÇA DÁ

A Preguiça chamam a ela
Deita de frente ou de costas
Mas nossa vida é tão bela
Quando dá como tu gostas

Tudo dá quando calha
E mulher que não dá voa
Enquanto o mundo trabalha
A Preguiça só dá na boa

O RELÓGIO DÁ NA HORA
O MARTELO DÁ NO PREGO
JOGADOR DÁ NA BOLA
E O ARADO DÁ NO REGO
A MÃO DÁ NA MOSCA
A GLÓRIA DÁ NA FAMA
PARAFUSO DÁ NA ROSCA
E A PERGUIÇA DÁ NA CAMA

Sempre pronta p’ra o que faz
A preguiça é diligente
Dá em menina dá em rapaz
Preguiça dá em toda a gente

É uma porta sempre aberta
Onde o povo vai festejar
Quando a vontade aperta
Alegria dá logo no entrar

O RELÓGIO DÁ NA HORA
O MARTELO DÁ NO PREGO
JOGADOR DÁ NA BOLA
E O ARADO DÁ NO REGO
A MÃO DÁ NA MOSCA
A GLÓRIA DÁ NA FAMA
PARAFUSO DÁ NA ROSCA
E A PERGUIÇA DÁ NA CAMA



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2016

Tuesday, May 3, 2016

DANÇA DO FÓ-FÓ-FÓ

É SÓ FÓ-FÓ-FÓ-FÓ DÁ-DÁ-DÁ-DÁ
ISTO É QUE ESTÁ NA MODA
É SÓ FÓ-FÓ-FÓ-FÓ DÁ-DÁ-DÁ-DÁ
E NADA NOS INCOMODA
AQUI SÓ VEM QUEM ESTÁ
E QUEM NÃO ESTÁ É COIÓ
ESTA NOITE É FÓ-FÓ-FÓ-FÓ DÁ-DÁ-DÁ-DÁ
P'RA QUEM DÁ-DÁ-DÁ-DÁ FÓ-FÓ-FÓ-FÓ

Maria entra na roda
Dançando a dois o forró
Porque está a malta toda
A rodar aqui sem ter dó

Todo o mundo adora bailar
E este rodar é tão bonito
Não fiques parada a olhar
Este é teu bailar favorito

É SÓ FÓ-FÓ-FÓ-FÓ DÁ-DÁ-DÁ-DÁ
ISTO É QUE ESTÁ NA MODA
É SÓ FÓ-FÓ-FÓ-FÓ DÁ-DÁ-DÁ-DÁ
E NADA NOS INCOMODA
AQUI SÓ VEM QUEM ESTÁ
E QUEM NÃO ESTÁ É COIÓ
ESTA NOITE É FÓ-FÓ-FÓ-FÓ DÁ-DÁ-DÁ-DÁ
P'RA QUEM DÁ-DÁ-DÁ-DÁ FÓ-FÓ-FÓ-FÓ

A sala está toda a pular
Nada escapa a batucada
Não deixes a malta só tocar
Sem aproveitar a noitada

Porque o Sol nasce cedo
E a noite vai-se embora
Vamos lá, baila sem medo
Ó Maria está sempre na hora

É SÓ FÓ-FÓ-FÓ-FÓ DÁ-DÁ-DÁ-DÁ
ISTO É QUE ESTÁ NA MODA
É SÓ FÓ-FÓ-FÓ-FÓ DÁ-DÁ-DÁ-DÁ
E NADA NOS INCOMODA
AQUI SÓ VEM QUEM ESTÁ
E QUEM NÃO ESTÁ É COIÓ
ESTA NOITE É FÓ-FÓ-FÓ-FÓ DÁ-DÁ-DÁ-DÁ
P'RA QUEM DÁ-DÁ-DÁ-DÁ FÓ-FÓ-FÓ-FÓ



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2016

Tuesday, April 19, 2016

TOCANDO EM FRENTE

Viciei no Rock and Roll
É minha grande paixão
Passar dias e noites
Sempre a tocar o violão
Viver no som das cordas
E bater com pé no chão

MAMA DIZ SE EU NÃO PARAR
O INSTRUMENTO VAI-SE EMBORA
MAS EU QUERO É TOCAR 
NOITE E DIA, A TODA A HORA

AI EU TOCO TOCO TOCO
TODA A VIDA POR AÍ FORA
E EU TOCO TOCO TOCO
ESTOU TOCANDO AGORA
AI EU TOCO TOCO TOCO
TODA A HORA SEM PARAR
E EU TOCO TOCO TOCO
AQUI NINGUÉM ME VAI GANHAR

Tenho meu prazer favorito
Como tem toda a gente
É só quando estou tocando
Que me sinto bem contente
Em quanto a vida vai passando
Fico aqui tocando em frente

MAMA DIZ SE EU NÃO PARAR
O INSTRUMENTO VAI-SE EMBORA
MAS EU QUERO É TOCAR 
NOITE E DIA, A TODA A HORA

AI EU TOCO TOCO TOCO
TODA A VIDA POR AÍ FORA
E EU TOCO TOCO TOCO
ESTOU TOCANDO AGORA
AI EU TOCO TOCO TOCO
TODA A HORA SEM PARAR
E EU TOCO TOCO TOCO
AQUI NINGUÉM ME VAI GANHAR

Pego o instrumento na mão
Fica a cabeça a voar
Faço as mãos esfarrapadas 
E os dedos a sangrar
Mas para quê ter instrumento
Se não era para tocar?

MAMA DIZ SE EU NÃO PARAR
O INSTRUMENTO VAI-SE EMBORA
MAS EU QUERO É TOCAR 
NOITE E DIA, A TODA A HORA

AI EU TOCO TOCO TOCO
TODA A VIDA POR AÍ FORA
E EU TOCO TOCO TOCO
ESTOU TOCANDO AGORA
AI EU TOCO TOCO TOCO
TODA A HORA SEM PARAR
E EU TOCO TOCO TOCO
AQUI NINGUÉM ME VAI GANHAR

Sunday, April 17, 2016

DESGARRADA DO LEITE

LEITE FRESCO FAZ CONTA
DO MANJAR AO AMANHECER
SE HÁ VACA PRONTA
NÃO FALTA LEITE P’RA BEBER

Maria levantou-se cedo
Como é costume levantar
Foi tirar o leite à vaca
P’ra o marido almoçar

Era ainda noite escura
O Zé na cama dormia
Maria levava o candeeiro
Porque sem luz nada se via

Ao chegar ao estábulo
Um vento forte soprou
E a luz do candeeiro
Logo à entrada se apagou

LEITE FRESCO FAZ CONTA
DO MANJAR AO AMANHECER
SE HÁ VACA PRONTA
NÃO FALTA LEITE P’RA BEBER

Maria seguiu devagarinho
Era mesmo noite preta
Andava lá às apalpadelas
Para poder encontrar a teta

Finalmente encontrou
E logo a puxar ela inicia
Puxava e puxava
Mas o raio do leite não saia

Pensou lá consigo
A vaca deve estar seca
Por mais que ela puxava
Não caia leite na caneca

 LEITE FRESCO FAZ CONTA
DO MANJAR AO AMANHECER
SE HÁ VACA PRONTA
NÃO FALTA LEITE P’RA BEBER

O marido já na cozinha
Esperava para comer
Mas a mulher não vinha
Com o leite p’ra beber

Decidiu ir à procura
Para ver o que passou
Com um candeeiro à frente
O que viu nem acreditou

Ai mulher eu te esconjuro
Diz-me lá como é que foi
Que vieste aqui no escuro
P’ra tirar o leite ao boi?

LEITE FRESCO FAZ CONTA
DO MANJAR AO AMANHECER
SE HÁ VACA PRONTA
NÃO FALTA LEITE P’RA BEBER




© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2016

Saturday, January 2, 2016

BATOM NA CUECA

Era festa de carnaval
Noite da mais grande folia
Ninguém fazia festa tal
Como aquela que a gente fazia

Grande noite de virar caneca
Com vinho, cerveja e cachaça
Quando veio o fim da noite
Estava tudo bêbedo na praça
Para chegar a casa foi uma desgraça

CHEGUEI DE TAL MANEIRA
A MULHER DEU UMA BRECA
PORQUE PERDI A CARTEIRA
E TINHA BATOM NA CUECA
EU PERDI A CARTEIRA
E TINHA BATOM NA CUECA
TODA NOITE NA BEBEDEIRA
QUAL É O HOMEM QUE NÃO PECA?

Ai tanto que ela ralhou
Mas eu não lembrava agora
Que a carteira ela pegou
Antes de eu me ir embora

Ainda apontei à marreca
Porque ela não se lembrava
Que o batom na minha cueca
Já tinha quando saí de casa
Aí então é que ela virou brasa

CHEGUEI DE TAL MANEIRA
A MULHER DEU UMA BRECA
PORQUE PERDI A CARTEIRA
E TINHA BATOM NA CUECA
EU PERDI A CARTEIRA
E TINHA BATOM NA CUECA
TODA NOITE NA BEBEDEIRA
QUAL É O HOMEM QUE NÃO PECA?




© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2015

PANTERA PINTORA

A pintora gosta coisas finas
E não tem medo de dizer
Aquelas formas femeninas
Dão-lhe todo o poder
Tu nunca mais a dominas
Porque ela sabe saber
E se tu não atinas,
Acredita que ela vai-te vencer
Mas aqui todas vão aprender

NOS MOMENTOS RISONHOS
ELA FAZ BEM O SEU PAPEL
MAS É PINTORA DE SONHOS
SÓ P'RA PEGAR NO PINCEL

Ela é cadela de raça,
Teve um bom padrinho
Se sai de noite à caça
Não te ponhas no caminho
Vai ser a tua desgraça,
Se ela te apanha sozinho
A pintora por onde passa
Parece um remoinho
Mas não sou nenhum anjinho

NOS MOMENTOS RISONHOS
ELA FAZ BEM O SEU PAPEL
MAS É PINTORA DE SONHOS
SÓ P'RA PEGAR NO PINCEL

Hoje há muitas assim
Portando-se como feras
Nasceram gatas mas enfim
Hoje já são panteras
Vão-se encostando a mim
Agarrando-se nas esferas
Ela comigo só tem um fim
Porque aqui pinta deveras
O Manuel sabe o que esperas

NOS MOMENTOS RISONHOS
ELA FAZ BEM O SEU PAPEL
MAS É PINTORA DE SONHOS
SÓ P'RA PEGAR NO PINCEL






© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2015

Thursday, December 24, 2015

O QUE MAIS ME DÓI

A saudade, meus amigos
É coisa que ataca forte nosso coração
Sentindo a falta por outros tempos,
por momentos e gentes que já lá vão
Quando aperta essa saudade
de um amigo, ou de um antigo amor
Vem aquela nostalgia, de uma velha alegria
que hoje em dia só nos traz uma dor
Aí saudades
Aí saudades dos dias de criança
Dos amigos da infância
Tempos de inocência e paz
Mas o que mais me dói
É saber que eu não posso voltar atrás
Quem consegue esquecer a pequena aldeia
a paisagem que a rodeia, os cantos onde brincou?
E mesmo décadas após, esquecer a voz
Daquele primeiro amor, o verdadeiro que nos amou?
Eu e ela, nós éramos uma só alma unida
Jurámos por tudo e por vida de sempre ser assim
Quem hoje não sente a saudade, daquela idade
Em que tudo era certo e nada tinha fim?
Aí saudades
Aí saudades dos amores que tive
Que a memória hoje reavive
E a tristeza que isso me trás
Mas o que mais me dói
É saber que eu não posso voltar atrás
Saudade de um pai, de um avô, que o tempo levou
Deixando um vão em nosso coração
Saudade de um filho, de um parente
Que se encontra ausente, em outro mundo, outra nação
Saudades de vidas e vozes, sorrisos e doses
de beijos e abraços para matar a tristeza
Ai meu velho passado, daqui ao outro lado
E a tua saudade é a minha única certeza

Aí saudades
Aí saudades de um tempo feliz
De gentes e de um país
Onde a minha alegria jaz
Mas o que mais me dói
É saber que eu não posso voltar atrás




© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2015

Monday, November 30, 2015

A MAGIA DO AMOR

Desde aqueles tempos que a magia palpitava
E o nosso coração voava
Enloquecidos por amor
Desde aquelas noites em que a fala era pura
Em que tudo era aventura
O mago foi um sonhador

E aqueles sonhos foram feitos realidades
Que sobreviveram as idades
Sempre visando o infinito
Até que o universo de magia nos enrolava
E o destino nos amparava
Num amor do mais bonito

O AMOR EM SINCRONIA
É O MAGO E A MAGIA
E NÂO HÁ NADA MAIOR
QUE A MAGIA DO AMOR
... A MAGIA DO AMOR

Tudo era tudo na infância da nova era
Rodávamos em nossa esfera
Onde o amor era nosso eixo
E nesse eixo felizes nós três rodávamos
Beijávamos e abraçávamos
Enrolados num perfeito enfeixo

É o amor perfeito a magia dos namorados
Quando de corações aliados
E o amor com amor é pago
Não há distância nem tempo que o arroje
Amor verdadeiro nunca foge
E sobrevive porque o amor é um mago

O AMOR EM SINCRONIA
É O MAGO E A MAGIA
E NÂO HÁ NADA MAIOR
QUE A MAGIA DO AMOR
... A MAGIA DO AMOR



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2015

Tuesday, November 24, 2015

QUEM BEM TE QUER

As coisas nem sempre são como elas aparentam
Pessoas nem sempre são aquilo que nós suponhamos
A realidade nem sempre é aquilo que nos apresentam
Nem o amor é sempre da forma como nós próprios amamos

Muitas vezes nossos corações a nós próprios mentem
Minimizando os espinhos escondidos entre as flores
Palavras nem sempre dizem o que as pessoas sentem
E quem nos ama nem sempre é por quem temos amores

NEM SEMPRE QUANDO FAZ SOL
FAZ CALOR
NEM SEMPRE QUEM TE QUER AMAR
É POR AMOR
NEM SEMPRE COM QUEM ESTÁS
É QUEM TE TEM
E NEM SEMPRE QUEM BEM TE QUER
TE QUER BEM

Nossa vida nem sempre é composta de felicidade 
Mas nem sempre quem chora é por sentir tristeza
Alguém que te ampara nem sempre é por caridade
E as pessoas mais belas nem sempre o são por beleza

Os sonhadores nem sempre seus sonhos conhecem
Muitas vezes aquilo que vale não sabemos dar o valor
E muitas vezes quem nós amamos não nos merecem
Mas quando amamos e somos amados não há nada melhor

NEM SEMPRE QUANDO FAZ SOL
FAZ CALOR
NEM SEMPRE QUEM TE QUER AMAR
É POR AMOR
NEM SEMPRE COM QUEM ESTÁS
É QUEM TE TEM
E NEM SEMPRE QUEM BEM TE QUER
TE QUER BEM



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2015

MARIA BOMBEIRA

O bombeiro apaga fogo
Arriscando vida protege vidas
Ser bombeiro não é jogo
O lume deixa coisas destruídas

Por ser trabalho perigoso
Não era lugar para mulher
Mas por ser oficio virtuoso
A Maria em bombeira se quiz fazer

COITADA DA MARIA
QUE FOI SER BOMBEIRA
PORQUE LEVA NOITE E DIA
A BOMBAR A MANGUEIRA
ELA É UMA BOMBA, BOMBA, BOMBA, BOMBEIRA
ELA É UMA BOMBA, BOMBA, BOMBA, BOMBEIRA

Se há incêndio nalgum lugar
Maria vai na frente da linha
Pronta p'rás chamas apagar
Na mangueira vai agarradinha

Ela diz que pode aguentar
Mas é mangueira bem pesada
Quando começa a esguichar
Fica de costas escarranchada

COITADA DA MARIA
QUE FOI SER BOMBEIRA
PORQUE LEVA NOITE E DIA
A BOMBAR A MANGUEIRA
ELA É UMA BOMBA, BOMBA, BOMBA, BOMBEIRA
ELA É UMA BOMBA, BOMBA, BOMBA, BOMBEIRA









© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2015

Monday, November 16, 2015

NÃO SOU SANTO

Se há cerveja eu vou beber
Se há música eu vou bailar
Se há espetáculo vou ir ver
Se mulher pronta eu vou transar
  Seja noite ou seja dia
  Se ela promete alegria
  Deixa que eu vou-me agarrar

EU NÃO SOU SANTO
EU NÃO SOU SANTO
EU NÃO SOU SANTO NENHUM
SOU SÓ UM HOMEM COMUM

A nossa vida é só um dia
Há-de haver tempo p'ra gozar
Eu quero morrer de alegria
E se há festa vou festejar
  Não quero nada de prantos
  E nós só queremos santos
  Quando é hora p'ra chorar

EU NÃO SOU SANTO
EU NÃO SOU SANTO
EU NÃO SOU SANTO NENHUM
SOU SÓ UM HOMEM COMUM

Se há cerveja eu vou beber
Se há música eu vou bailar
Se há espetáculo vou ir ver
Se mulher pronta eu vou transar
  Seja noite ou seja dia
  Se ela promete alegria
  Deixa que eu vou-me agarrar


EU NÃO SOU SANTO
EU NÃO SOU SANTO
EU NÃO SOU SANTO NENHUM
SOU SÓ UM HOMEM COMUM





© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2015

Tuesday, November 3, 2015

O Tude é Campeão

O Tude é jogador de primeira
Conhecido em todo o mundo
Puxa truques da algibeira
E sempre bate com a bola no fundo

É o herói da mulherada
Que vem ver o Tude jogar
No jogo inteiro da bancada
É só ouvir mulheres gritar

DÁ-LE TUDE, DÁ-LE TUDE
DÁ-LE TUDE, NÃO TENHAS DÓ
METE TUDE, METE TUDE
O GUARDA-REDES ESTÁ SÓ (2x)

Onde quer que o Tude joga
Não há nada de rotinas
Parece um tipo de droga
Que atrai todas as meninas

É um caso extraordinário
No estádio de escutar
Até as mulheres do adversário
Que nunca param de gritar

DÁ-LE TUDE, DÁ-LE TUDE
DÁ-LE TUDE, NÃO TENHAS DÓ
METE TUDE, METE TUDE
O GUARDA-REDES ESTÁ SÓ (2x)

O Tude corre, o Tude finta
E sempre controla o balão
O Tude mete vinte, mete trinta
No meter o Tude é Campeão

DÁ-LE TUDE, DÁ-LE TUDE
DÁ-LE TUDE, NÃO TENHAS DÓ
METE TUDE, METE TUDE
O GUARDA-REDES ESTÁ SÓ (2x)




© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2015

Monday, October 26, 2015

TOURO P’RA FORA

Foi mesmo desde pequenina
Que uma certa campesina
Sonhava de montar no touro
  Na Festa do Peão Boiadeiro
  Observava o tempo inteiro
  Como se agarrava ao couro

Chegando a certa idade
P’ra matar a curiosidade
O meu touro manso ela montou
   E foi dia a dia praticando
   O ano inteiro foi montando
   Até que em campeã ela ficou

É TOURO ABAIXO
É TOURO ACIMA
METO O TOURO P’RA FORA
E LOGO ELA SE ANIMA
  É TOURO ABAIXO
  É TOURO ACIMA
  METO O TOURO P’RA FORA
  E LOGO ELA SE ANIMA

Dias e noites ela vai
E dizer que nunca cai
Já não é nenhum exagero
  Anda mesmo obcecada
  E se não está montada
  Entra logo em desespero

Ao monte ninguém a ganha
Todo touro que ela apanha
Cansa-se de tantas jogadas
   Já anda começando ligas
   Para ensinar as amigas
  A ficar noite inteira montadas

É TOURO ABAIXO
É TOURO ACIMA
METO O TOURO P’RA FORA
E LOGO ELA SE ANIMA
  É TOURO ABAIXO
  É TOURO ACIMA
  METO O TOURO P’RA FORA

  E LOGO ELA SE ANIMA




© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2015

Friday, October 23, 2015

REI DO BORDEL

Há sonhos que o homem tem
De viver entre um harém
E morrer uma morte feliz
   Foi mesmo esse o destino
   De um certo campesino
   Que ganhou o Totoloto do país

Uma mala cheia de grana
P'ra festejar toda a semana
Porque era homem poderoso
   O bolso cheio de viagra
   Ía dar em gorda e magra
   Passar noites e dias no gozo

O TEMPO QUE PASSOU
E JAMAIS ALGUÉM O VIU
O REI DO BORDEL ENTROU
MAS NUNCA MAIS SAIU (2x)

A mulherada em granel
E p'ra ser o rei do bordel
Só bastava mostrar o ouro
   Pôs uma fortuna na mesa
   P'ra lucrar dessa riqueza
   Elas combatiam-se em couro

A mala nunca se esvazia
Passou noite e passou dia
Correndo colchão em colchão 
   Quando chegou o fim da festa
   Já não há grana que lhe resta
   Mas o rei do brodel morreu campeão

O TEMPO QUE PASSOU
E JAMAIS ALGUÉM O VIU
O REI DO BORDEL ENTROU
MAS NUNCA MAIS SAIU (2x)






© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2015

NÃO HÁ MULHER FEIA

Eu fui ao baile outra noite
Ía tomar uma p'ra curtir
Encontrei tanta mulher feia
Que me deu tanto que sentir

Estava um pouco desgostoso
Quando o velhote ao lado falou
"Toda a mulher do mundo é feia
Quando você ainda não tomou"

Então meti-me logo a tomar
E vi só mulher bonita a chegar

SE É MULHER BONITA QUE DESEJAS
BASTA BEBER MAIS CERVEJAS
E SE VÊS MULHER FEIA NA PRAÇA
É SÓ POR FALTA DE CACHAÇA
    SE É MULHER BONITA QUE DESEJAS
    BASTA BEBER MAIS CERVEJAS
    E SE VÊS MULHER FEIA NA PRAÇA
    É SÓ POR FALTA DE CACHAÇA

Foi tal grande noite de festa
Porque naquela casa cheia
Havia tanta mulher bonita
E não se encontrava uma feia

Nunca tal em minha vida
Tinha visto coisa assim
O velhote virou sorrindo
De novo falou p'ra mim

"Nunca vês mulheres feias
Quando tens álcool nas veias"

SE É MULHER BONITA QUE DESEJAS
BASTA BEBER MAIS CERVEJAS
E SE VÊS MULHER FEIA NA PRAÇA
É SÓ POR FALTA DE CACHAÇA
    SE É MULHER BONITA QUE DESEJAS
    BASTA BEBER MAIS CERVEJAS
    E SE VÊS MULHER FEIA NA PRAÇA
    É SÓ POR FALTA DE CACHAÇA









© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2015

Sunday, August 30, 2015

DAR O RABO

Socorri uma cadela da rua
Que andava por aí abandonada
Frente ao perigo ela não recua
Mas também nunca morde nada

É cachorrinha amiga de todos
Ladra muito mas não vai morder
Cada animal tem os seus modos
Esta abre a boca é só p’ra lamber

POIS POR ELA
TODO MUNDO FICA BABO
E A CADELA
SEMPRE A DAR O RABO
SEMPRE A DAR O RABO
SEMPRE A DAR O RABO

POIS POR ELA
TODO MUNDO FICA BABO
E A CADELA
SEMPRE A DAR O RABO
SEMPRE A DAR O RABO
SEMPRE A DAR O RABO

Vai rondar as casas da vizinhança
Todos os dias e a qualquer hora
Vai abusando da minha confiança
E toda a noite ela já passa por fora

Se em casa ela dá algum carinho
Áqueles de fora ela ainda dá mais
É da raça da cadela do vizinho
Lá na rua elas são todas iguais

POIS POR ELA
TODO MUNDO FICA BABO
E A CADELA
SEMPRE A DAR O RABO
SEMPRE A DAR O RABO
SEMPRE A DAR O RABO

POIS POR ELA
TODO MUNDO FICA BABO
E A CADELA
SEMPRE A DAR O RABO
SEMPRE A DAR O RABO
SEMPRE A DAR O RABO




© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2015