Saturday, March 30, 2013

ASNO COM VEADO


Há coisas da natureza
Que causam tanta estranheza
Nem sabemos se sorrir ou chorar
Como este caso de um veado
Que se achou apaixonado
Por ver um grande asno a zurrar

Já se sabe que o orelhudo
Vendo aproximar o chifrudo
Começou logo a dar-lhe com o pé
Corria o veado aos saltitos
E disfarçando dava gritos
Que já todo o povo sabe como é

MELHOR É ESTAR CALADO
FAZER CONTA QUE NÂO SE VÊ
HOJE ANDA TUDO MUDADO
POR CULPA DE QUEM? OU DE QUÊ?
SEI  QUE A COISA ANDA TORTA
E QUE O AMOR É O CULPADO
E JÁ NINGUÉM SE IMPORTA
VER QUALQUER ASNO COM VEADO

Aquele veado nunca desistiu
E o asno jamais conseguiu
Ver-se livre de tão grande safado
Da forma que as coisas vão
Vai dormir ovelha com leão
E andar asno em veado acavalado

Vê-se hoje estar tão mudado
Que qualquer um torto veado
Poderá vir casar com um jumento
Noutro tempo era 
irrisório
Agora basta aparecer no cartório
E pedir a certidão de casamento

MELHOR É ESTAR CALADO
FAZER CONTA QUE NÂO VÊ
HOJE ESTÁ TUDO MUDADO
POR CULPA DE QUEM OU QUÊ
SEI  QUE A COISA ANDA TORTA
QUE O AMOR É O CULPADO
E JÁ NINGUÉM SE IMPORTA
DE VER ASNO COM VEADO



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

Wednesday, March 27, 2013

FRUTA TROPICAL

Verse:
Flores na Primavera dão frutas de Verão
Belas, maduras e diliciosas p'ra comer
E fruta fresca é da melhor alimentação
Nem toda a fruta é cultivada p'ra vender

Antigamente havia fruta da localidade
Aquela que crescia só atrás no serrado
Hoje em dia há fruta de toda a qualidade
Que chega às aldeias vindas de todo lado

Chorus:

QUEM É QUE NÃO SENTE
NÃO VÊ OU NÃO GOSTA
FRENTE A TODA A GENTE
ESTÁ FRUTA EXPOSTA
ANDAM TODOS À BEIRA
COBIÇANDO FRUTA NOVA
TODO O MUNDO CHEIRA
MAS POUCA GENTE PROVA

Verse:
Frutas pelos antigos nunca imaginadas
Vindas desde o Brasil às Filipinas
Tropicais e exóticas por todos amadas
E tão deliciosas que sabem a divinas

Dizem os doutores que fruta é o melhor
Que qualquer um possa na vida comer
Mas mesmo com tanto bom cultivador
Ficam algumas na árvore a apodrecer


Chorus:
QUEM É QUE NÃO SENTE
NÃO VÊ OU NÃO GOSTA
FRENTE A TODA A GENTE
ESTÁ A FRUTA EXPOSTA
ANDAM TODOS À BEIRA
COBIÇANDO FRUTA NOVA
TODO O MUNDO CHEIRA
MAS POUCA GENTE PROVA




© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

Saturday, March 23, 2013

TRÓIKA MALDITA

Ouvi dizer que Portugal tem uma namorada
Que lhe come todo o dinheiro que ele tem
Certo que deve ser alguma notícia errada
Portugal nunca foi namorado de ninguém

Deve haver algum forasteiro por detrás disto
Português nunca foi conhecido por caloteiro
Algum vigarista quer ver Portugal malvisto
Alguma alemã anda-lhe a roubar o dinheiro

FORA TRÓIKA, FORA TRÓIKA
, FORA TRÓIKA
TODO O POVO GRITA
FORA TRÓIKA, FORA TRÓIKA
, FORA TRÓIKA
SAI DAQUI 
TRÓIKA MALDITA
(repetir)

Força Portugal não te deixes ser controlado
Pela frieza unida daquele francês e alemão
Porque o Português será de tudo roubado
Ficando só nossos seis palmos de chão

Sempre querem é alargar mais o buraco
Sempre houve quem não sabe ser nobre
Sempre quer o forte dar porrada no fraco
Sempre houve rico a roubar o pobre pobre


FORA TRÓIKA, FORA TRÓIKA, FORA TRÓIKA
TODO O POVO GRITA
FORA TRÓIKA, FORA TRÓIKA
, FORA TRÓIKA
SAI DAQUI 
TRÓIKA MALDITA

(repetir)

Lá no alto da sua fortaleza o povo alemão
Esqueceu o ano novecentos e cinquenta e três
Quando a Alemanha andava de rastos no chão
E foi perdoada a dívida que a Alemanha fez


FORA TRÓIKA, FORA TRÓIKA, FORA TRÓIKA
TODO O POVO GRITA
FORA TRÓIKA, FORA TRÓIKA
, FORA TRÓIKA
SAI DAQUI 
TRÓIKA MALDITA

(repetir até o fim)

© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

Thursday, March 21, 2013

É BOM

Tenho um retrato teu
Ao lado da minha cama
P'ra me lembrar que eu
Tenho alguém que me ama


Eu tenho o teu amor
Meu bem, tu tens o meu

Damos graças ao Senhor
Pelo amor que Ele nos deu

É BOM, É BOM 

TER ALGUÉM QUE NOS AMA
É BOM, É BOM 

SER DONO DESSA FAMA
É BOM, É BOM 

TER AMOR NA VIDA
A VIDA É SEMPRE MELHOR 

COM UMA PESSOA QUERIDA

Tu tens um abraço certo
Sempre para me dar
E teu o coração aberto
Onde eu posso descansar 


A nossa felicidade
Está na ternura do amor
Nesta grande amizade
Que abrange todos ao redor

É BOM, É BOM 
TER ALGUÉM QUE NOS AMA
É BOM, É BOM 

SER DONO DESSA FAMA
É BOM, É BOM 

TER AMOR NA VIDA
A VIDA É SEMPRE MELHOR 

COM UMA PESSOA QUERIDA

© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

BAILINHO AÇOREANO

Vou tocar uma canção
Vou tocar uma canção
Para nos dar a iniciação
Á festa e á alegria


(Vou tocar uma canção
Vou tocar uma canção
Para nos dar 
iniciação
Á festa e á alegria)
    Um pouco d’outra igual
    Um pouco d’outra igual
    Mas não toco o final
    Para durar mais um dia

É CHAMARRITA, É BAILINHO
VAI BATENDO O PÉZINHO
NUMA RODINHA BEM FEITA
O PAR É P’RA TROCAR
EU É QUE VOU MANDAR
TROCA AGORA P’RA DIREITA

Chegue-se p’ra cá meu povo
Chegue-se p’ra cá meu povo
Eu vou começar de novo
Com esta canção animada


(Chegue-se p’ra cá meu povo
Chegue-se p’ra cá meu povo
Eu vou começar de novo
Com esta canção animada)
     Este ritmo não é diferente
     O ritmo não é diferente
    Ás outras da nossa gente
    Só um pouco mais apressada

É CHAMARRITA, É BAILINHO
VAI BATENDO O PÉZINHO
NUMA RODINHA BEM FEITA
O PAR É P’RA TROCAR
EU É QUE VOU MANDAR
TROCA AGORA P’RA DIREITA

Façam todos lá uma roda
Façam todos lá uma roda
Porque agora está na moda
O nosso Bailinho Açoreano

(Façam todos lá uma roda
Façam todos lá uma roda
Porque agora está na moda
O novo Bailinho Açoreano)
     É bem animado e divertido
     É bem animado e divertido
     E será sempre o preferido
     Nos dois lados do oceano

É CHAMARRITA, É BAILINHO
VAI BATENDO O PÉZINHO
NUMA RODINHA BEM FEITA
O PAR É P’RA TROCAR
EU É QUE VOU MANDAR
TROCA AGORA P’RA DIREITA



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

SONHO DE MÚSICA

Eu sonho que a vida
Não será coisa perdida
Enquanto podermos cantar
A única coisa que eu vejo
É a canção e o desejo
De a todos querer alegrar

MÚSICA SOZINHA ANDAVA
MUITO BAIXINHO TOCAVA
SEM SABER O QUE FAZER DE SI
TOCANDO O FADO NA RUA
PENSANDO A CANÇÃO SER SUA
MAS FUI EU QUE A ESCREVI

Canto canções de outra era
Sobre as flores em primavera
Que duravam todo o verão
Canto tristezas e alegrias
Porque choravas ou rias
Pois eu canto a tua canção

MÚSICA SOZINHA ANDAVA
MUITO BAIXINHO TOCAVA
SEM SABER O QUE FAZER DE SI
TOCANDO O FADO NA RUA
PENSANDO A CANÇÃO SER SUA
MAS FUI EU QUE A ESCREVI

Vou cantando de alegria e dor
Sobre a vida e sobre amor
Sobre aquilo que nos aconteceu
Sonhando as rimas e a ideia
Vou fazendo a canção cheia
De um sonho vivido, meu e teu

MÚSICA SOZINHA ANDAVA
MUITO BAIXINHO TOCAVA
SEM SABER O QUE FAZER DE SI
TOCANDO O FADO NA RUA
PENSANDO A CANÇÃO SER SUA
MAS FUI EU QUE A ESCREVI


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

MÚSICA É ALEGRIA

Um mundo de paz
E festas todo o dia
Vamos lá rapaz
Ás canções de alegria
Fazer noite de dança
Alegre e divertida
Á nossa esperança
Na entrada e na saída

A NOSSA PROFISSÃO 
NUNCA  NOS  ENFASTÍA
VEM DO CORAÇÃO 
COM VONTADE E ALEGRIA
O NOSSO SENTIDO 
SAI NA MELODIA
SEJA ALEGRE E DIVERTIDO 
MÚSICA É ALEGRIA

Um copo de vinho,
Um torresmo bem assado
A dança do pézinho
E o fadinho bem tocado
O Bailihno da Madeira,
Uma marcha cá e lá
Se há festa e brincadeira
O povo português cá está 

A NOSSA PROFISSÃO 
NUNCA  NOS  ENFASTÍA
VEM DO CORAÇÃO 
COM VONTADE E ALEGRIA
O NOSSO SENTIDO 
VAI NA MELODIA
SEJA ALEGRE E DIVERTIDO 
MÚSICA É ALEGRIA

Um mundo de paz
E festas todo o dia
Vamos lá rapaz
Ás canções de alegria
Mais um momentinho
P'rá arrumar a aparelhagem
Tocamos esta p'ró caminho
E mais uma p'ra viagem 

A NOSSA PROFISSÃO 
NUNCA  NOS  ENFASTÍA
VEM DO CORAÇÃO 
COM VONTADE E ALEGRIA
O NOSSO SENTIDO 
VAI NA MELODIA
SEJA ALEGRE E DIVERTIDO 
MÚSICA É ALEGRIA





© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

DOR ETERNA

Velhota descansa 
Vestida de luto
Uma criança
Caída no escoto

Na bebedeira 
A segurar a esquina
Mexeriqueira 
A vigiar pela cortina

LÁGRIMAS CORREM
DESTA DOR AGUDA
GERAÇÕES MORREM
NUNCA NADA MUDA
UMA ANTIGA CENA
NA VIDA MODERNA
O QUE A GENTE PENA
NESTA DOR ETERNA

Mulher varina 
Com a vela acesa
Família cigana 
Sem nada na mesa

Soldado a morrer 
Com dó de matar
Marido e mulher 
Brigando sem parar

LÁGRIMAS CORREM
DESTA DOR AGUDA
GERAÇÕES MORREM
NUNCA NADA MUDA
UMA ANTIGA CENA
NA VIDA MODERNA
O QUE A GENTE PENA
NESTA DOR ETERNA

Mãe com filha passa 
Quase num esqueleto
Vagabundo assa 
Charro num espeto
Ladrão bandido
Com sangue na mão
Amante perdido 
Nas ruas da ilusão

LÁGRIMAS CORREM
DESTA DOR AGUDA
GERAÇÕES MORREM
NUNCA NADA MUDA
UMA ANTIGA CENA
NA VIDA MODERNA
O QUE A GENTE PENA
NESTA DOR ETERNA



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

VOZ DE FADA CALADA

Essa voz hoje calada
Voz de Amalia amada
Foi a voz do fado em dor
A voz de toda a gente
A voz do coração doente
A voz triste do amor

Voz da ansiosa saudade
E dessa vaidosa cidade
Uma voz que veio de Deus
Voz da mulher amante
De fadista constante
Que agora canta nos céus

DO FADO RAINHA E SANTA
CALADA AINDA CANTA
CANTA FADO A CHORAR
VOZ DA AMALIA CALADA
ESSA RAINHA, ESSA FADA
IRÁ PRA SEMPRE CANTAR

O fada passava por ela
A Rainha era a viela
Por onde o fado andava
E no seu cantar conseguia
Trazer tal fado á romaria
Que as veses se chorava

Pois era mais que emoção
E por ser mais que paixão
Era feito de fado seu coração
Não era só cantar
Também não era só chorar
Era cantar e chorar de mão em mão

DO FADO RAINHA E SANTA
CALADA AINDA CANTA
CANTA FADO A CHORAR
VOZ DA AMALIA CALADA
ESSA RAINHA, ESSA FADA
IRÁ PRA SEMPRE CANTAR


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

SOU CANÇÃO


Poesia é a minha palavra
A música é o meu andar
Uma canção sempre pronta
Para qualquer um tocar

Olha que sou feita de emoção
Ritmos são os meus movimentos
Vou enchendo notas de adoração
Na melodia dos meus sentimentos

EU SOU CANÇÃO
"TOCA-ME E CANTA-ME" EU GRITO
EU SOU CANÇÃO
MUSICA, LETRA E RITMO

Encaixo em todos os estilos
Música romantica ou apressada
Com qualquer melodia me animo
Logo que for uma bem tocada

Pode ser baixinha e pode ser leve
Pode ser uma Rock alta e pesada
Logo que for tocada como se deve
Não há música que não seja apreciada

EU SOU CANÇÃO
"TOCA-ME E CANTA-ME" EU GRITO
EU SOU CANÇÃO
MUSICA, LETRA E RITMO


Se acaso é preciso
Esclarecer a situação
Digo-te com um sorriso
"Toca-me eu sou canção"

EU SOU CANÇÃO
"TOCA-ME E CANTA-ME" EU GRITO
EU SOU CANÇÃO
MUSICA, LETRA E RITMO



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

É AMOR

Cá no fundo do meu coração
Existe um lugar só para ti
Um cantinho do Sol de verão
Fontes de primavera em rubi

Umas asas para te levar ao céu
Um rio de amor para te transportar
Uma harpa, uma promessa, um troféu
Dois braços de mel p'ra te abraçar

É AMOR, É AMOR, É AMOR -
E SÓ QUEM SENTE É QUE SABE
É AMOR, É AMOR, É AMOR -
TANTO QUE DENTRO DA GENTE NÃO CABE

Na nossa cama de rosas em lilás
Teus desejos são diamantes a brilhar
São canções todo amor que a gente faz
E são de amor o céu, a terra, e o mar

E cá dentro deste meu coração
Batem as forças da vida por ti
És o meu leite, meu vinho, meu pão
Sem o teu amor eu nunca existi

É AMOR, É AMOR, É AMOR -
E SÓ QUEM SENTE É QUE SABE
É AMOR, É AMOR, É AMOR -
TANTO QUE DENTRO DA GENTE NÃO CABE




© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

FEITIÇO DE AMOR

Quando teus olhos fechares
E tudo em volta se tornar sonho
Não terás remedio senão acreditares
Nestes encantos que eu te ponho

Quando sentires teus lábios arder
Com a vontade de me vires beijar
É que tu vais vir a entender
O amor que te prende ao meu lar

QUEM SABE SE SERÁ MAGIA
OU UM SIMPLES ENCANTO
UMA FLOR DE FANTASIA
QUE NO TEU CORPO PLANTO

E quando vieres a te acordar
Com o doce gosto do meu mel
Vais lembrar o fogo da paixão
Que vem enrolada nesse meu anel

E essas emoções que te queimam
Como um Sol vermelho no céu
Jamais desistem e contigo teimam
Em te prender no amor como meu réu

QUEM SABE SE SERIA MAGIA
OU UM SIMPLES ENCANTO
UMA FLOR DE FANTASIA
QUE NO TEU CORPO PLANTO


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

CANTORIA

UM, DOIS, TRÊS -
CANTA COMIGO UMA VEZ
ALIVIA O CORAÇÃO,
DÁ VOZ Á EMOÇÃO
E FORÇAS Á ALEGRIA
UM, DOIS, TRÊS -
LÁ VAI MAIS UMA VEZ
DIZ Á TRISTEZA QUE NÃO,
TEM VOZ NESTA DECISÃO
E VAMOS LÁ NA CANTORIA

Dizem que o cantar é bom
P'ra curar muita doença
E ser doutor de som
Não é preciso licença

É so preciso divertir
Todos com bom humor
Saber alegrar e curtir
E tornar o dia melhor

UM, DOIS, TRÊS -
CANTA COMIGO UMA VEZ
ALIVIA O CORAÇÃO,
DÁ VOZ Á EMOÇÃO
E FORÇAS Á ALEGRIA
UM, DOIS, TRÊS -
LÁ VAI MAIS UMA VEZ
DIZ Á TRISTEZA QUE NÃO,
TEM VOZ NESTA DECISÃO
E VAMOS LÁ NA CANTORIA

Cantar é uma boa receita
De muita velha natureza
Quando é linda e bem feita
Vem matar muita tristeza

Pois cantar é o alimento
P'ra o espirito de alguém
É de veras um aumento
Para nos levar mais além

UM, DOIS, TRÊS -
CANTA COMIGO UMA VEZ
ALIVIA O CORAÇÃO,
DÁ VOZ Á EMOÇÃO
E FORÇAS Á ALEGRIA
UM, DOIS, TRÊS -
LÁ VAI MAIS UMA VEZ
DIZ Á TRISTEZA QUE NÃO,
TEM VOZ NESTA DECISÃO
E VAMOS LÁ NA CANTORIA




© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

PRETENDER

Quantas vezes tenho que te dizer
Para me tratares como eu te trato
Quantas vezes é preciso esclarecer
O amor não começa num ponto exacto
Dizes que é sempre preciso te convencer
Eu não concordo com esse facto
Talvez melhor agente se esquecer
Do que fazer falsa figura neste retrato

EU NÃO POSSO MAIS
DAQUILO QUE POSSO
TODO O AMOR DÁ MAIS
DO QUE ESSE VOSSO
SERIA BASTANTE SE DO PEITO
ARRANCASSE O CORAÇÃO
E DE ESTE ÚLTIMO JEITO
TE O ENTREGASSE NA MÃO?
- MAS EU ACHO QUE NÃO

Quantas lágrimas tenho que derramar
Para o teu coração frio se convencer
Pois eu pensei que o amor era de amar
Não era para andar por aí a sofrer
Há algo aqui que não está a dar
E não é tão fácil de o meu coração ver
Talvez é melhor agente tudo acabar
Do que andar por aí a pretender

EU NÃO POSSO MAIS
DAQUILO QUE POSSO
TODO O AMOR DÁ MAIS
DO QUE ESSE VOSSO
SERIA BASTANTE SE DO PEITO
ARRANCASSE O CORAÇÃO
E DE ESTE ÚLTIMO JEITO
TE O ENTREGASSE NA MÃO?
- MAS EU ACHO QUE NÃO


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

SONHOS

Eu entrei
De frente
Encarei
Com a gente
O sonho que trazia era a minha vida

Eu cheguei
Ao fim
Quando dei
Por mim
Já não tinha mais nenhuma saída

Me encontrei
Perdido
Me achei
Sumido
Neste sonho de fantasia real

Eu levava
Tudo
Mas falava
Mudo
Pois isso era só um sonho afinal

EU SONHAVA
QUE EU ERA EU
QUE QUEM EU FORA
FALECEU
E O PASSADO NO FUTURO
NÃO EXISTIA
EU SONHAVA
ESTAR ACORDADO
QUE EU JÁ
ME TINHA DEITADO
MAS FOI TUDO 
UMA GRANDE FANTASIA

Já corri
O mundo
Mas aqui
No fundo
Sei que realmente nada aconteceu

Uma vida
Secreta
A corrida
D'um poeta
É num sonho de fantasia como o meu

Desde aqui
Vou vendo
Por aí
Morrendo
A luz que sonhei brilhar em meu peito

Já tentei
Renovar
Mas não sei
É Sonhar
Ao fim de contas quase nada de jeito

EU SONHAVA
QUE EU ERA EU
QUE QUEM EU FORA
FALECEU
E O PASSADO NO FUTURO
NÃO EXISTIA
EU SONHAVA
ESTAR ACORDADO
QUE EU JÁ
ME TINHA DEITADO
MAS FOI TUDO 
UMA GRANDE FANTASIA

© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

O CORAÇÃO MANDA

O meu coração canta
Se abro a garganta
Sempre sai sua voz
É ele que me diz
Se estou triste ou feliz
Se ando manso ou feroz

Se o coração chora
Aos olhos implora
As lágrimas a cair
E quando ele sente
Que está contente
Manda os lábios sorrir

É ELE QUE CORRE
É ELE QUE BATE
É ELE QUE MORRE
NA FÚRIA DO ATAQUE
   É ELE QUE MANDA
   EM TUDO NA VIDA
   POIS A CABEÇA SÓ ANDA
   ATRÁZ DELE PERDIDA
É ELE QUEM SENTE
É ELE QUEM AMA
É ELE QUEM MENTE
QUE NÃO SE ENCHAMA
   SE O CORAÇÃO FALA
   TODO O CORPO ESCUTA
   SÓ O AMOR NÃO SE CALA
   E O CORAÇÃO PERDE A LUTA

Vocês pensam que a mente
Tem o comando da gente
Mas estão muito enganados
Mesmo dizendo que não
Se é coisa do coração
juízo não dá resultados

Se o coração chora
Aos olhos implora
As lágrimas a cair
E quando ele sente
Que está contente
Manda os lábios sorrir

É ELE QUE CORRE
É ELE QUE BATE
É ELE QUE MORRE
NA FÚRIA DO ATAQUE
   É ELE QUE MANDA
   EM TUDO NA VIDA
   POIS A CABEÇA SÓ ANDA
   ATRÁZ DELE PERDIDA
É ELE QUEM SENTE
É ELE QUEM AMA
É ELE QUEM MENTE
QUE NÃO SE ENCHAMA
   SE O CORAÇÃO FALA
   TODO O CORPO ESCUTA
   SÓ O AMOR NÃO SE CALA
   E O CORAÇÃO PERDE A LUTA


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

JACARÉ

Sempre vai no seu desmando
Ignorando os seus cuidados
Em vez de ir trabalhando
Com amigos vai passando
Os seus dias bem passados

Quando entra no café
Já tudo bem o conhece
Pelo nome de Jacaré
Dizem que assim é
Porque bebe mais do que apetece

O JACARÉ
GOELA GRANDE E BOCA ABERTA
BEBE TANTO QUE ATÉ
A BEBEDEIRA É SEMPRE CERTA
DE FINCA-PÉ
QUANDO JÁ ESTÁ TOMADO
UM Á FRENTE OUTRO A RÉ
SÓ LHE FALTAM DOIS DE LADO

Conhece todas as tabernas
No seu rumo regular
Toma bebedeiras eternas
Que até as suas pernas
Já não sabem como andar

Sempre vai no seu desmando
Por aí a ouvir os fados
Nos lugares onde eu ando
Com amigos vai passando
Os seus dias bem passados


O JACARÉ
GOELA GRANDE E BOCA ABERTA
BEBE TANTO QUE ATÉ
A BEBEDEIRA É SEMPRE CERTA
DE FINCA-PÉ
QUANDO JÁ ESTÁ TOMADO
UM Á FRENTE OUTRO A RÉ
SÓ LHE FALTAM DOIS DE LADO

© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

NOITES DE ENSAIO

 
Desde que eu me lembro
Minha mãe foi bailarina
Sem música sabendo
Tocava a concertina

Assim que o pai chegasse
Era logo com ela ao peito
Para que ele ensinasse
Fazer o ponto bem feito

LEVAVAM A NOITE INTEIRA
NA MANIA DO ENSAIO
GRITAVAM NA BRINCADEIRA
“AI MEU DEUS QUE EU DESMAIO!”

Meu pai quando bailava
Era mestre da chamarrita
E a minha mãe gritava
Sempre que ele dizia “Grita!”

Toda a noite havia dança
Em casa ninguém dormia
E assim desde criança
Aprendi bem como se fazia

LEVAVAM A NOITE INTEIRA
NA MANIA DO ENSAIO
GRITAVAM NA BRINCADEIRA
“AI MEU DEUS QUE EU DESMAIO!”

Comecei logo a ensaiar
Eu era apenas rapaz
Foi fácil saber tocar
Porque já vinha de trás

Enquanto o par ensaiava
Era tão bom para mim
Porque eu me consolava
A tocar no bandolim

LEVAVAM A NOITE INTEIRA
NA MANIA DO ENSAIO
GRITAVAM NA BRINCADEIRA
“AI MEU DEUS QUE EU DESMAIO!”


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

SÃ JOANEIRAS

SÃO JOÃO,  Ó SÃO JOÃO
SÃO JOÃO DAS MARAVILHAS
SÃO JOÃO,  Ó SÃO JOÃO
ONDE ESTÃO AS TUAS FILHAS

Maria abre o portão
sai p’ra fora da cafua
é festa de São João
estamos todos na rua

Linda noite de verão
a festa tambêm é tua
deixa de fazer serão
porque a festa continua

SÃO JOÃO,  Ó SÃO JOÃO
SÃO JOÃO DAS MARAVILHAS
SÃO JOÃO,  Ó SÃO JOÃO
ONDE ESTÃO AS TUAS FILHAS

Junta-te ás tuas parceiras
deixa os teus cuidados
destas brincadeiras
saem boms resultados

vamos lá Sã Joaneiras
há festa em todos os lados
vamos lá saltar fogueiras
e procurar namorados

SÃO JOÃO,  Ó SÃO JOÃO
SÃO JOÃO DAS MARAVILHAS
SÃO JOÃO,  Ó SÃO JOÃO
ONDE ESTÃO AS TUAS FILHAS


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

ALDEIAS

Nós sonhamos com aldeias
Lindas vilas do nosso país
Com pensamentos e ideias
De um dia viver lá feliz

Se soubesse com certeza
Como vivia a outra metade
Jamais trocaria a natureza
Pela indústria e a cidade

CASINHAS EM BRANCO
VELHOTES NUM BANCO
UM GALO A CANTAR
CAMPOS DE VERDOR
JARDINS EM FLOR
E BORBOLETAS NO AR

Madrugadas de frescura
Passarinhos a chilrear
Lembramos com amargura
A alegria do nosso lar

Recordamos com carinho
O coração não esquece
Aquele nosso belo cantinho
Que a cidade não conhece

CASINHAS EM BRANCO
VELHOTES NUM BANCO
UM GALO A CANTAR
CAMPOS DE VERDOR
JARDINS EM FLOR
E BORBOLETAS NO AR



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

O AMOR É REI

Eles pensão por seres nova
Que isto não pode durar
Mas o amor é a nossa prova
Que a todos vamos mostrar
Porque o amor não tem idade
Não tem hora nem lugar
Quando chega essa vontade
Não há remédio se não amar

E O AMOR SEMPRE FOI
TESTEMUNHA E JUIZ
E O AMOR SEMPRE FOI
TAL COMO O AMOR QUIS
E O AMOR SEMFRE FEZ
A SUA PRÓPRIA LEI
O AMOR É QUE MANDA
PORQUE O AMOR É REI

O amor já vem na raíz
É dono de cada coração
Sempre foi como ele quis
De geração em geração
E o amor é a mais forte
Emoção que há na vida
Que até ás vezes a morte
É por amantes preferida

E O AMOR SEMPRE FOI
TESTEMUNHA E JUIZ
E O AMOR SEMPRE FOI
TAL COMO O AMOR QUIS
E O AMOR SEMFRE FEZ
A SUA PRÓPRIA LEI
O AMOR É QUE MANDA
PORQUE O AMOR É REI



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

CAMA DE SOLETA

Corre caminhos
E corre casas
Depois de uns vinhos
Pensa ter asas

E fala alto
E fala barato
De salto em salto
Perde um sapato

ANDA SEMPRE BEBIDO
AQUI ACOLÁ CAÍDO
QUANDO O SONO LHE CHAMA
A SOLETA SERVE DE CAMA

Se tem um copo
Á frente do nariz
É o fundo p’ro topo
Aí se sente feliz

A mulher a sofrer
Em casa, os filhos
Ele fora a beber
Sempre em sarilhos

ANDA SEMPRE BEBIDO
AQUI ACOLÁ CAÍDO
QUANDO O SONO LHE CHAMA
A SOLETA SERVE DE CAMA

Triste de ver
Essa sua vida
Por causa do beber
Não tem p´ra comida

Quantos assim
Vivem na ilusão
Acabam no fim
Sem pai, mãe ou irmão

ANDA SEMPRE BEBIDO
AQUI ACOLÁ CAÍDO
QUANDO O SONO LHE CHAMA
A SOLETA SERVE DE CAMA



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

ESTREMECER COM O MUNDO

O mundo p’ra cada um de nós
É sempre esfera central
A terra vai rodando
Para todos igual
Alguns sentem as dores
Outros fazem só mal
Que ás vezes dá vontade
P’ra dar um grito fatal

E ESTREMECER COM O MUNDO
ESTREMECER COM O CHÃO
ESTREMECER COM O FUNDO
DE CADA CORAÇÃO
    ESTREMECER COM A CONSCIÊNCIA
    QUE FALTA NA POPULAÇÃO
    E ACABAR COM A VIOLÊNCIA
    ENTRE TANTO IRMÃO

A vida é coisa sagrada
E é dada a todos aqui
Mas há quem pensa ser Deus
Roubando vidas por aí
Seria tão fácil viver feliz
Seguindo o que sempre ouvi
É apenas fazer aos outros
Como queres que te fação a ti

ESTREMECER COM O MUNDO
ESTREMECER COM O CHÃO
ESTREMECER COM O FUNDO
DE CADA CORAÇÃO
    ESTREMECER COM A CONSCIÊNCIA
    QUE FALTA NA POVOAÇÃO
    E ACABAR COM A VIOLÊNCIA
    ENTRE TANTO IRMÃO


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

SER QUEM NÂO SOU

Já não sou quem eu era
Há muito que tudo mudou
o mundo continua esfera
mas deu a volta e não voltou

Ninguém volta ao passado
nem ter olhos de inocente
hoje anda tudo mudado
e ninguém muda o presente

AI! O QUE EU DAVA P'RA MUDAR
PORQUE TODO O MUNDO MUDOU
AI! O QUE EU DAVA P'RA VOLTAR
A NÃO SER O SER QUE EU SOU

Tudo muda eu bem sei
Porque tudo muda, mudou
E eu tanto que mudei
Para não ser quem eu sou

Acabei transformado
Numa poeira de ilusão
E acabei tanto mudado
Em alma e em coração

AI! O QUE EU DAVA P'RA MUDAR
PORQUE TODO O MUNDO MUDOU
AI! O QUE EU DAVA P'RA VOLTAR
A NÃO SER O SER QUE EU SOU


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

FEITICEIRA

Não vês que ela pensa
que esta minha doença
vem só do meu coração
Claro que não pode ser
eu é que sinto doer
mas ela foi a infecção

Ela deu-me aquele olhar
com modos de enfeitiçar
sabendo bem o que fazia
Daquele seu certo jeito
trancou-me a seta no peito
só para ver se eu caía

FEITICEIRA, FEITICEIRA
NÃO ME OLHES DESSA MANEIRA
EU NÃO, NÃO, NÃO QUERO CAÍR
FEITICEIRA, FEITICEIRA
FOGE LÁ DA MINHA BEIRA
PORQUE EU NÃO, NÃO,
NÃO TE POSSO FUGIR

Acordo á meia-noite
sentindo o seu acoite
atacar meus pensamentos
O demónio empinado
eu todo paralisado
na dúvida dos seus intentos

Já tentei esquecer
mas sei que vou morrer
se a ela não me encosto
Porque ela sabe e sabe bem
fazer feitiço  a um homem
que a sofrerá e com gosto

FEITICEIRA, FEITICEIRA
NÃO ME OLHES DESSA MANEIRA
EU NÃO, NÃO, NÃO QUERO CAÍR
FEITICEIRA, FEITICEIRA
FOGE LÁ DA MINHA BEIRA
PORQUE EU NÃO, NÃO,
NÃO TE POSSO FUGIR


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

SER FADISTA


Deixei tudo p'ra cantar o fado
Na companhia destas guitarras
Cantando por todo o lado
Com ciganas e com cigarras

Deixei uma vida normal
Para seguir vida de artista
Mas achei esta vida afinal
Não é só num palco ser fadista

NISTO EXISTE ALGO ERRADO
E NÃO TENHO CONTROLE DE MIM
PORQUE EU NÃO ANDO NO FADO
É O FADO QUE ANDA EM MIM

O fado é parasita que me come
Rói e rói dentro do coração
O fado é lume que me consome
E deixa-me em cinzas de ilusão

Cantar fado é um grande vício
É cantar ás vezes sem querer
É tudo uma alegria no início
E por fim é sentir-se a morrer

NISTO EXISTE ALGO ERRADO
E NÃO TENHO CONTROLE DE MIM
PORQUE EU NÃO ANDO NO FADO
O FADO É QUE ANDA EM MIM

Não é só cantar o ser-se 'Fadista'
É cantar mas de um certo jeito
Para ultrapassar além da vista
É fado dito e é fado feito

NISTO EXISTE ALGO ERRADO
E NÃO TENHO CONTROLE DE MIM
PORQUE EU NÃO ANDO NO FADO
O FADO É QUE ANDA EM MIM



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

AMORES NOS AÇORES


Num Belo dia de Verão
Com vento bom e mar chão
içou velas o veleiro dos amores
Não era mulher e marido
mas um casal divertido
navegando aquele mar dos Açores

Passou-se luas e marés
imersos da cabeça aos pés
numa aventura de fantasia
Era um sonho de verdade
a inseparável tempestade
sempre chega nalgum dia

DESNORTEADO
NÃO SEI POR ONDE ANDO
NEM QUE RUMO DEMANDO
NA VIDA TUDO ERA FESTAS
DESNORTEADO
NESTE IMENSO MAR AZUL
NÃO CONHEÇO NORTE OU SUL
NEM QUE TERRAS SÃO ESTAS
DESNORTEADO

Numa manhã de primavera
quando o amor acelera
saem exaltados às danças
Entre rapazes e raparigas
situam-se as intrigas
e aumentam-se as confianças

Um olhar e um beijinho
um abraço e um jeitinho
é o amor que em todos manda
Quem deixa que isso aconteça
é só p’ra virar de cabeça
e não saber a quantas anda

DESNORTEADO
NÃO SEI POR ONDE ANDO
NEM QUE RUMO DEMANDO
NA VIDA TUDO ERA FESTAS
DESNORTEADO
NESTE IMENSO MAR AZUL
NÃO CONHEÇO NORTE OU SUL
NEM QUE TERRAS SÃO ESTAS
DESNORTEADO


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

HELENA


Quando o Sol nasce 
E espalha pela tua janela
Estás contente 
Em acordar sozinha?
E a tua vida 
Conduzida com tanta cautela
Vem sem travões
Embarrar na minha

ENTÃO EU TE PEÇO HELENA
QUE NÃO TENHAS MEDO HELENA
QUANDO QUISERES ESTAREI AQUI
SEI QUE AINDA É CEDO HELENA
MAS NÃO É SEGREDO HELENA
QUE EU SÓ QUERO O MELHOR PARA TI

Quando o Sol se põe 
Fugindo á escuridão
Não sentes uma falta 
Na tua noite fria?
E se estás bem contente 
Na tua solidão
Porque sais em busca 
Da minha companhia?


ENTÃO EU TE PEÇO HELENA
QUE NÃO TENHAS MEDO HELENA
QUANDO QUISERES ESTAREI AQUI
SEI QUE AINDA É CEDO HELENA
MAS NÃO É SEGREDO HELENA
QUE EU SÓ QUERO O MELHOR PARA TI

Antes sozinha 
Do que mal acompanhada
Assim vais contra o amor 
Tão bem defendida
Com tanto medo de errar
Nunca acertas em nada
Parada no caminho
E vendo passar a vida


ENTÃO EU TE PEÇO HELENA
QUE NÃO TENHAS MEDO HELENA
QUANDO QUISERES ESTAREI AQUI
SEI QUE AINDA É CEDO HELENA
MAS NÃO É SEGREDO HELENA
QUE EU SÓ QUERO O MELHOR PARA TI



© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013

BOA PESSOA

E QUERES TER
UMA BOA PESSOA 
NA TUA IDA
TENS QUE SER
UMA PESSOA BOA 
NA TUA VIDA

Há gente que não sabe ser gente
Há pessoas que não lidam bem
E o povo lá que se aguente
Com os feitios que essa gente tem

Pessoas más deixa-as e caminha
E busca pessoas de bondade
Assim minha avó coitadinha
É que sabia falar a verdade

SE QUERES TER
UMA BOA PESSOA 
NA TUA IDA
TENS QUE SER
UMA PESSOA BOA 
NA TUA VIDA

Tenta ser bom com todos
Espalhando sorrisos e bondade
Tem cuidado com os teus modos
Sejas sempre pessoa de qualidade

Antes caminhar sem ninguém
Do que com má companhia
Já meus filhos conhecem bem
O que a minha avózinha dizia

SE QUERES TER
UMA BOA PESSOA 
NA TUA IDA
TENS QUE SER
UMA PESSOA BOA 
NA TUA VIDA


© Todos os direitos reservados. Manuel Rosa/Sing Your Heart Out 1970- 2013